Menu

Blog

O que realmente aconteceu no Projeto Comunidade 2018

pc

Quase 90 pessoas vieram de todas as partes do Brasil e uma equipe veio direto dos EUA para participar do Projeto Comunidade. Foram 10 dias servindo no Rio de Janeiro, sendo que 3 deles foi de treinamento com a equipe. Nos preparamos física e espiritualmente para podermos fazer com excelência tudo aquilo que Deus planejou para aqueles dias.

Recebi os relatórios diários de alguns integrantes das 10 equipes. Cada uma trabalhou com uma igreja da cidade do Rio e região metropolitana. E já no primeiro dia de trabalho, em um dos relatórios, li que uma mulher que estava afastada da igreja levou seu filho para brincar e com as atividades realizadas viu o amor de Deus. Ela procurou o pastor e se comprometeu a voltar para os caminhos do Senhor.

Isso mostra que mesmo aqueles que não estavam participando diretamente das atividades foram impactados. Houveram vários outros relatos sobre isso.

Percebi uma frase comum em praticamente TODOS os relatórios: “foi muito bom!” Também li em outros “muito especial”; “super divertido”; “super animadas”; “só por esta vida (que foi alcançada), já valeu à pena”. Os participantes do Projeto Comunidade foram com o objetivo de tocar as pessoas com quem trabalhariam, entretanto, elas mesmas foram alcançadas por todas as ações feitas durante aqueles dias.

Foi bom ver a capacidade das equipes de sentir o lugar e se adaptar. Quando algumas crianças não se interessavam por um determinado esporte, a equipe já dividia em grupos com atividades que os atraia enquanto o jogo continuava com os outros. A dinâmica das atividades era basicamente a seguinte: começavam com algum esporte ou brincadeira, depois faziam uma peça de teatro e finalizavam com o testemunho de conversão de alguém da equipe. Um dos garotos que ouviu o testemunho de um membro da equipe e depois o procurou para dizer o quanto a sua história se assemelhava com a dele. E assim a semente era plantada nos corações diariamente.

Após esse período a equipe se reunia com os voluntários das igrejas e tinham um momento de comunhão e compartilhar o que foi bom, o que não deu certo e como poderiam melhorar. Tinham um devocional e uma palavra encorajadora para a igreja. É o que Atletas em Ação chama de Comunidade Missional.

“Comparado aos dias anteriores as crianças mudaram totalmente o comportamento. Estavam menos agressivas, começaram a participar das atividades respeitando o momento delas”. E não foi apenas nesse relatório que foi escrito sobre a MUDANÇA das crianças. Vários outros também relataram o mesmo.

“Sou grato a Deus por poder participar desse Projeto, que tenho certeza que nasceu no coração do próprio Deus.” escreveu um dos participantes.

Coloque no seu coração a meta de poder participar do próximo Projeto Comunidade, servir a Deus e ser abençoado. Vai valer à pena!

certo

 

Rafaela Firmino

Missionária de Atletas em Ação, com formação em Educação Física pela PUC Minas.

MEBI

O que é Ministério de Esportes com Base na Igreja O MEBI é um programa de Atletas em Ação em conjunto...

Saiba Mais