Menu

Blog

O ESPORTE MAIS ADEQUADO PARA SEU FILHO

Nosso bebê vai crescendo e começamos a pensar em qual seria o melhor esporte para inseri-lo. A verdade é que

quanto mais cedo ele for apresentado, mais fácil será a aceitação pela criança. E nós como pais devemos oferecer o esporte como uma atividade lúdica e não como uma obrigação e tampouco cobrando grandes resultados.

Sendo assim, o passo primordial é oferecer uma atividade em que ele fique feliz em fazer. Claro que nas primeiras aulas seu filho pode ficar bastante acanhado e até mesmo chorar. É um ambiente novo, com pessoas que ele nunca teve contato. Tenha paciência nesses primeiros dias, aos poucos ele irá ter confiança no professor e se ambientar ao local da atividade. Portanto, não deixe de encorajá-lo. Mas também deixe ele sentir que você tem total confiança no processo ao qual o está inserindo. Eles sentem. Acredite!

Depois do processo de adaptação, que acredito que dure em torno de um mês, seu filho ainda resistir muito em ir às aulas reavalie se é um esporte que está trazendo mais benefícios ou malefícios. Não adianta estar trabalhando o físico se o emocional está totalmente abalado. Antes de fechar o contrato fique atento se existe alguma fidelidade e, por consequência, tenha que pagar multa caso desista.

Mas por qual esporte começar?

Vamos pensar em um ambiente que as crianças amam: a água! A explicação provável para isso é por se lembrar onde começaram a sua vida que foi, literalmente, nadando! Lá no líquido amniótico o feto consegue fazer seus primeiros movimentos e desenvolver ossos e músculos.

Então, recomendo a natação por alguns motivos:

  • não é necessário saber andar para começar a praticar;
  • é o único esporte recomendado a partir dos 6 meses de vida pela Sociedade Brasileira de Pediatria;
  • traz segurança contra possíveis afogamentos.

Foi o primeiro esporte que meu pai me colocou. Foi o primeiro esporte que pus meu filho. Não consegui colocá-lo antes, mas com um ano e oito meses ele iniciou. Chorou muuuuito as três primeiras aulas – apesar de AMAR estar na água. Mas a última vez que o levei, adivinhem só… não quis sair da piscina! Pode ser que seu filho se adapte logo de cara, pode ser que demore o dobro ou mais que o meu. Cada um precisa de um tempo. Avalie todos os esportes disponíveis para vocês e faça sua ESCOLHA sempre baseado no que será melhor para o desenvolvimento completo do seu filho!

“Mas, se alguém tem falta de sabedoria, peça a Deus, e ele a dará porque é generoso e dá com bondade a todos”.

Tiago 1:5

Rafaela Firmino

Missionária de Atletas em Ação, com formação em Educação Física pela PUC Minas.

MEBI

O que é Ministério de Esportes com Base na Igreja O MEBI é um programa de Atletas em Ação em conjunto...

Saiba Mais